Artigos

Esporte, Saúde e Vida

No exercício de minhas atividades no jornalismo esportivo, com longo tempo dedicado aos diferentes tipos de esporte, bem como nos mandatos de vereador e deputado, pude compreender o valor da atividade física como excelente meio de educação integral. E ser o vice-presidente do Panathlon Clube de Piracicaba, uma entidade que congrega profissionais com alto conhecimento na área, me trouxe mais lições e experiência. Pude confirmar que, além de desafio e competição, o esporte promove valores sociais e educativos que são indispensáveis para uma vida feliz e gratificante na comunidade.

A maioria dos conceitos de política referentes às atividades físicas aborda o esporte em todas as suas funções - educativa, de saúde, social, cultural e lúdica, e procura discutir a forma com que deve ser praticado, o nível de realização e as repercussões no organismo humano. E é dentro desta abordagem ampla que o poder público deve atuar. Inicialmente olhando o esporte como agente de integração, desenvolvimento, e inclusão social e, especialmente, estimulando as crianças através de programas específicos que despertem a importância do trabalho em equipe. Um outro olhar, também fundamental, é o esporte como lazer e entretenimento; incentivando as equipes, estaremos valorizando a cidade e devolvendo a auto-estima de nossa gente.

A prefeitura municipal possui, na Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras, um bom número de professores especializados em condições de efetuar um perfeito trabalho que destaque a amplitude e a importância da atividade física.

Reconhecemos no esporte, na forma de competição regulamentada e codificada, o chamado esporte de alto nível, grande efeito para a integração da comunidade e que pode ser considerado um vetor potencialmente fundamental para fins de uma cidadania comum, isso em virtude dos seus reconhecidos aspectos de solidariedade, de espírito de grupo e de identificação social. As nossas equipes de futebol, de basquete, de voleibol entre outras são especialmente queridas por todos e devem ter o nosso total apoio, seja material, seja na busca de patrocínios que lhes possibilitem mais competitividade. E ainda, ao falar de esporte em Piracicaba, é impossível esquecer o querido XV, nosso maior embaixador. Esse alvinegro, responsável por tantas alegrias e emoções é motivo de orgulho sim, tanto o futebol, quanto o lendário basquete devem ser devidamente reconhecidos e valorizados.

No entanto, sabemos que essa forma de prática esportiva é atributo de jovens e adultos que contam com um alto potencial físico, não sendo conveniente para a grande maioria que tem necessidade de mover-se, de fazer exercício, de integrar uma atividade à vida cotidiana. Daí ser necessário dar ao “esporte para todos” a precedência na política municipal. É tarefa da administração pública fornecer à grande massa da população instalações desportivas e funcionários especializados que permitam, a quem desejar, praticar uma atividade regular e adequada às suas próprias exigências e possibilidades.

Queremos que os piracicabanos deixem de ser apenas consumidores entusiastas, porém passivos, dos espetáculos desportivos, e que afastem-se da vida sedentária, característica da nossa sociedade que não permite aproveitar dos efeitos positivos da prática esportiva. O entendimento moderno do esporte não se deve limitar apenas ao de competição. Somente com uma abordagem aberta pode-se entender a multiplicidade de seus valores, de seus objetivos, atingir e satisfazer as motivações muitas vezes diferentes às múltiplas práticas. Com uma acepção ampla será possível a realização de um autêntico “esporte para todos”, com integração do homem e da mulher, da criança e do idoso, dos portadores de deficiências físicas e mentais, cumprindo assim, sua verdadeira função social.

Vamos estabelecer metas e estratégias para valorizar o esporte respeitando os limites de cada esportista. Vamos aproveitar esse desafio como uma grande ocasião para estabelecer rumos seguros que possam vir a proporcionar aos nossos jovens um novo paradigma educativo através do esporte, onde todos possam usufruir os benefícios de um bem orientado programa que contemple as mais diversas formas de atividades físicas.

Se apelarmos para a memória dos esportes piracicabanos, verificamos que a nossa Noiva da Colina é formada por um povo que possui uma tendência muito grande à prática esportiva, assim como tem demonstrado ser amante dos espetáculos atléticos, lotando ginásios e estádios, quando boas competições lhes são oferecidas, nutrindo derivativo e amortecendo angústias.

O reforço de uma consciência ética é necessário a fim de evitar que o exagero da mercantilização não venha desviar os interesses pelo esporte verdadeiro, pela educação, pela essência de sua prática. Em que pese estarmos vivendo nesta sociedade onde a violência é um meio lícito de alcançar objetivos, onde na luta pelo poder, pela notoriedade, pelo espaço na mídia e pela conquista do sucesso a qualquer preço aceitam-se quaisquer regras e se constituem na ausência de escrúpulos. Não iremos perder a oportunidade de reverter esta triste situação.

O objetivo maior será a formação de desportistas de todas as idades, religiões, e raças, desenvolvendo transversalmente a educação, a consciência e a liberdade intelectual, pilares de referência para a construção da cidadania. O esporte será um imprescindível e valioso meio de atingir esse status.

Publicado dia 22/10/2013

Mais Artigos

VEJA TODAS